quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Vitamina de Uva

Vitamina de Uva - Simplezinha, mas boa demais!

Uma vez, quando criança, em uma das muitas viagens com minha família, em uma cidadezinha qualquer entramos em uma casa de sucos e vitaminas, o que, naqueles tempos pré geração saúde, era uma raridade, e fiquei extasiado com a variedade de sucos e vitaminas disponíveis.
Naquele tempo eu era também viciado em suco de uva, que era raro e caro, e mamãe só comprava de vez em quando. Quando vi uma tal de vitamina de uva, resolvi experimentar, e olhei maravilhado o "barman" tirar uvas de um cacho rapidamente e colocar no liquidificador com leite, leite condensado e açúcar e transformar aquilo em uma vitamina. Nunca mais tomei outra vitamina com uvas como aquela, e na verdade, nem sei porque, pois achei uma delícia...  É uma mistura pouco comum, mas por incrível que pareça, o leite e a uva combinam perfeitamente.
Trinta anos depois, chego em casa de noitão, e vejo um cacho velho de uvas Niagara na geladeira, e sõ com leite, reproduzi o experimento; e aquele momento, lá do passado, voltou :)

Segue portanto a receita. Experimente e nos diga o que achou:

Vitamina de Uva
Ingredientes
1 cacho de Uvas tipo Niagara
300 ml de leite integral.
QB de açúcar ou mel

Modo de Preparo
Pegue o cacho de uvas Niagara, solte todas elas do galho, e separe.
Ponha um copo de leite integral parta cada cacho, em um liquidificador, acrescente mel ou açúcar a seu gosto, acrescente as uvas inteiras, casca e semente, e bata tudo muito bem.
Coe em um coador grosso, e experimente!


domingo, 11 de novembro de 2012

Al Badah - Árabe de boa comida em São José dos Campos

Minha história com a comida árabe é antiga, frequentando na São Paulo da minha infância o Al Manara desde antes dele se tornar tão caro :( ou comprando esfihas e coalhada seca no Rosima. Na época eram dos poucos árabes conhecidos fora da comunidade. Após este tempo, anos mais tarde, aprendi a apreciar a culinária libanesa com a minha mulher, cuja família, toda imigrante, cozinha até hoje os pratos maravilhosos daquela cultura. Babaganuche, legumes recheados, esfihas, kibes, e tantas outras comidinhas, sobre as quais falo de vez em quando no blog. A culinária árabe é riquíssima  e os brasileiros a conhecem pouco, a grande maioria não indo além das esfihas falsificados  encontradas pelos botecos da vida:). 
Anos mais tarde ao chegar em São José dos Campos, ao perguntar sobre um bom lugar pra comer, o Al Badah sempre estava na lista, e que surpresa boa foi conhecer e começar a frequentá-lo para comer um gostoso beirute de kafta, um babaganuche, (só o da minha tia é melhor), e mijardara.  
O Al Badah, para quem conhece ou é de São José dos Campos é praticamente uma unanimidade; para quem não é da cidade, ou chegou há pouco, vale conhecer; a comida é honesta, realmente árabe, feita com qualidade sempre constante, e em porções bem dimensionadas, e tem vários endereços na cidade (todos os shoppings, e sua central na Rua Serimbura, Vila Adyanna).  
Nos seus vinte e poucos anos de existência montou um cardápio variado, com alguns pratos tradicionais, até algumas inovações, que são sempre introduzidas sem pressa e sem exageros, de forma segura:
Esfihas de carne, zatar e coalhada, uma de queijo deliciosa com cebolinha, e outra de palmito tempereado com cebola, com catupiry, super suave; beirute de kafta, que eu particularmente amo, novidades como a rara de se ver picanha de carneiro, que o pessoal sabe preparar bem.    
Abobrinhas e Berinjelas recheadas, charuto de folhas de uva, (na minha opinão tão bom quanto o do Almanara), arroz sírio e mijardara (arroz com lentilhas), kaftas no espeto, kibes fritos e meze para quando está muito calor (mezze é um conjuntos de comidinhas, boa para quando está calor e não estamos com muita fomra) com coalhada seca, babaganuche, hoummus, e kibe cru. 
Se você ainda não conhece, vá conhecer! 
Abraços e sarteim!

Endereço
Rua Serimbura, 15 - Vila Ema 
São José dos Campos - SP 
12-3923 2454
12-3941-1945

(também tem lojas em todos os shoppings de SJC)

Horário de funcionamento
Terça a Domingo das 12:00 às 23:00
www.albadah.com.br 

Forma de pagamento: todos os cartões


domingo, 28 de outubro de 2012

Spaghetti ao Brie com Cebolinha e Salsinha: rápido, refrescante e gostoso

Quase sem tempo para postar e muito menos para cozinhar, infelizmente, eu tenho ainda assim encontrado algumas receitas surpreendentes. Na semana que passou ouvi uma de minha tia, que nem ela sabe de onde pegou a receita, mas imaginei que seria maravilhosa, e principalmente refrescante para este calor horroroso. e no fim ficou mesmo, deu super certo.


Spaghetti ao Brie com Cebolinha e Salsinha

Para o molho
1 fatia generosa (aprox 200gr) de queijo Brie - derreter
1/2 a 1 copo de leite integral, de preferência fresco (sem ser de caixinha)
1 colher de sopa de salsa
1 colher de sopa de cebolinha
QB Sal

Para a Massa
250 gr de spaghetti, talharin fino ou até cabelo de anjo.

Modo de preparo,
Misturar os ingredientes no liquidificador ou processador na seguinte ordem:
Primeiro o leite, depois o queijo cortado em cubos; bater até ficar bem homogêneo
Adicione então a salsinha e a cebolinha e tempere com sal.
Coloque em uma panela pequena e aqueça, por alguns minutos, levemente, sempre mexendo. O molho ficará ralo, mas é assim mesmo.

Monte o prato, colocando primeiro a pasta e depois acrescentando o molho.
Sirva com um pão fresco (para limpat o prato!), azeite e um queijo parmesão para o conviva se servir como quiser.

Quando fizer de novo posto as fotos!






terça-feira, 9 de outubro de 2012

Carne Maluca à minha moda...

Logo depois de um churrasco em que assassinei uma peça de fraldinha (ficou muito dura), fiquei imaginando como aproveitá-la... e amolecê-la um pouco, então lembrei das improvisações de minha mãe e voi-lá, criei minha própria receita. Ficou uma delícia!

Ingredientes

  • 500 a 700 gr de carne assada ou refogada. Não tem muita restrição: Fraldinha, Picanha, Alcatra, Patinho, Coxão, Lagarto e por aí vai...
  • 1 Cebola grande
  • 500 ml de molho de tomate
  • QB Azeitonas pretas carnudas, preferencialmente as chilenas, sem caroço


Modo de Preparo
Desfiar a carne, refogar com cebola, acrescentar o molho, as azeitonas, deixar cozinhar por 10 a 20 minutos em fogo brando e está pronto! Ela não pode virar um ensopado nem ficar muito seca (deve ter um pouco de molho para ficar mais saborosa)

Sugestão de consumo:
Fria ou quente em um pãozinho francês bem fresco e crocante.
Você pode fazer tipo buraco quente, tirando o miolo do pãozinho, e colocando o recheio quente, ou mesmo o sanduiche tradicional, cortando duas metadas e colocando a carne no meio (gelada ou quente) com uma folhas verdes.

Quente:
Arroz e um purê de batata bem cremoso
Arroz, feijão e farofa
Vai bem com banana bem madura também!

Bom apetite!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Arroz com Atum - O nome não faz justiça à esta delícia...

Arroz com Atum

Arroz com Atum. Uma simples comida, feita principalmente quando estávamos em restrição de orçamento na casa de mamãe, coisa mais do que frequente nos últimos anos em que vivemos em São Paulo.
Arroz, que sempre temos em casa, atum em lata, prosaico também, cebolas e um toque de fidalguia adicionando-se um vinhozinho; uma receita fácil de fazer de fazer, e barata, e com uma enorme dose de amor com que minha mão empregava à ela, era sempre um banquete.
Achei esta receita há pouco ao arrumar meu escritório, recém mudado para outro lugar, escrita pela minha irmã querida, anos depois que minha mãe nos deixou prematuramente. E resolvi dividi-la com vocês, do jeitinho que ela me ensinou, e do jeito que minha família sempre cozinhou, sem quantidades muito certas, ou tempos ou temperaturas, na minha família não se "voava por instrumentos" :) só no visual, cheirando, olhando, sentindo a comida.
Quem se arriscar, tenho certeza, vai descobrir um prato delicioso.

Arroz com Atum

Ingredientes:
  • Cebolas pequenas, descascadas e inteiras (20 ou + conforme o tamanho) 
  • Manteiga (3 colheres de sopa)
  • Óleo
  • Arroz 2 a 3 xicaras
  • 1 lata de atum em pedaços (em água)
  • Vinho tinto seco 2 copos cheios pelo menos (3 se você resolver beber um durante o preparo:)) 
Modo de Preparo
  • Refogar as cebolas inteiras na manteiga com um pouco de óleo, acrescentar arroz e fritá-lo
  • Acrescentar o vinho, o atum (aos pedaços), e sal e deixar cozinha
(Receita da mamãe, dada à ela originalmente pelo Tio Salvador)

G em 26/12/2008


sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Lidando com os cheiros...


Nem sempre os cheiros residuais na cozinha, recipientes ou mãos são agradáveis não é? Vejam dicas sobre como lidar com isto.

1. Cheiro de alho das mãos: esfregá-las com talinhos de salsa.
2. Cheiro de fritura que fica pela casa: coloque no fogo uma casca de laranja polvilhada com açúcar.
3. Cheiro de peixe das panelas: esfregar na primeira lavagem um pouco de pó de café usado. Depois, lave as panelas com sabão, e o cheiro desaparecerá.
4. Cheiro de peixe nas mãos: mesma coisa, esfregue as mãos com um pouco de pó de café usado.
5. Cheiro de peixe de outros recipientes: lave-os com água, esfregando com uma esponja embebida em vinagre.
6. Cheiro de gordura que fica pela casa: esquente numa frigideira, em fogo brando, um pouco de canela em pó.

7. Enxágüe as louças com água quente e cascas de limão. O cheiro de
cebola, de peixe e de queijo sairá facilmente.

8. Cheiro na geladeira: Deixe pedaços de carvão colocados dentro da geladeira. Outra alternativa são fatias de maça ou batata num pires ( estes devem ser trocados regularmente a cada 3 dias)

Abraços





quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Congelamento de Ervas em Azeite, e otras cosas...



Achei essa sugestão no Facebook outro dia, sensacional: Congelamento de Ervas em Azeite!
Apesar da fonte ser indicada como Vegetarianos e receitas da Gigi, não consegui achar este site/blog na Internet; que pena. Fica a sugestão de qualquer maneira: 

Congelamento de ervas em azeite
1. Escolher ervas frescas, de preferência da feira ou do seu próprio jardim.
2. Se quiser você pode picá-las bem, ou deixá-las em ramos e folhas maiores. Na foto, as ervas foram finamente picadas.
3. Colocar
em bandejas de cubos de gelo (cerca de 2/3 cheio de ervas).
4. Você pode misturar as ervas (sálvia, tomilho, alecrim).
5. Colocar azeite extra-virgem de oliva sobre as ervas.
6. Cobrir com filme plástico e congelar.
7. Remover os cubos congelados e armazenar em recipientes ou sacos pequenos de congelamento.
8. Não esqueça de etiquetar cada embalagem informando qual é o tipo de erva dos cubos!
9. Usar em assados, batatas cozidas, etc.

  
O interessante é que há alguns elementos que de fato ajudam na conservação de alimentos em geral, como o açucar, sal, e óleos (incluindo até a banha de porco!). 
Isto acabou dando origem à técnicas e alimentos que conhecemos e apreciamos até hoje de maneira a não perder os alimentos que eram produzidos no passado e não tinham como ser conservados através do frio. Exemplos são as geléias, criadas para conservar as frutas através do açúcar, carnes de sol e de charque assim como os peixes secos, conservados através do sal, e carnes armazenadas na banha, e outros. 
Uma derivação posterior acabou dando no azeite aromatizado, com vários temperos, muito embora este seja mais para efeito de sabo. ficaram interessados? Acessem aqui meu post, bem antigo, sobre azeite aromatizado, aqui: )
Abraços e bom proveito!


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Truques para Cebola


CEBOLA:
1.Descasque as cebolas sob água corrente. Assim você não ficará com
os olhos ardendo.
2. Esfregando as mãos com um pouco de sal e enxaguando em água
corrente, o cheiro de cebola sairá com facilidade.
3. Você pode tirar o cheiro de cebola das mãos, esfregando-as com um
pouco de pó de café usado.
4. Quando você fritar cebolas, passe as rodelas no creme de leite e
depois na farinha de trigo. Dessa maneira, as cebolas ficarão gostosas e
crocantes.
5. Se você não quiser que a salada fique com cheiro forte de cebola,
basta você deixar de molho a cebola, já picada, numa vasilha com água
e uma colher de sopa de açúcar, durante meia hora.
6. Para conservar fresca a cebola já cortada, passe manteiga na
superfície da parte que sobrou.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Biscoitos Catarinense - Delicadezas feitas em São José dos Campos


Quando criei este blog tinha o propósito de levar às pessoas informações que considerasse relevantes na área de gastronomia: restaurantes, locais aonde comer, receitas, sites e blogs e outros. Ao longo do tempo percebi que isto poderia incluir algumas comidas prontas que experimentei e achei que deviam ser divulgadas, o que é o objeto do post de hoje.
Devido a negócios comuns, conheci um casal amigo, que junto com o restante da família administra uma fábrica de biscoitos, e experimentei os seus biscoitos, uma grata surpresa.
Um produto genuíno de São José dos Campos, os biscoitos feitos pela Catarinense, são delicados, saborosos e sem adição de nenhum tipo de conservantes. Entre eles há os famosos Palmier, folhados suiços  deliciosos, que hoje são considerados os melhores do Brasil.
Mas além dos Palmier tradicionais, ou mesmo com chocolate, canela ou gergelim, há outros biscoitos deliciosos, como os de nata, leite condensado, ou mesmo o brasileiríssimo casadinho de goiaba. Eles tem a consistência ideal: não esfarelam em excesso e mesmo assim mantém a delicadeza necessária para serem apreciados em todo o seu sabor. Vale a pena experimentar como eu fiz!. 
Os biscoitos da Catarinense são fruto do sonho e da determinação do Sr. Lotário Hubert, que veio de Santa Catarina para São José dos Campos nos anos 80, e trouxe consigo as receitas da família, originária da Alemanha, e fundou a Biscoitos Catarinense em outubro de 1988. Metódico, perfeccionista e para muitos uma pessoa difícil, ele conseguiu aperfeiçoar seus processos de fabricação ao ponto de fazer um produto maravilhoso, superior, e que mesmo com a vinda da nova geração, e às vesperas de seu jubileu de prata, mantém seu padrão de qualidade.  
Fiquei muito feliz em conhecer a família Hubert e seu negócio, e saber que temos produtos tão especiais por aqui em São José dos Campos. Como as embalagens são de um tamanho adequado, entre 110 e 170 gramas, e o preço bastante razoável, tenho até comprado pacotes pra dar aos amigos e parentes que me visitam e não são da região, e está fazendo o maior sucesso. Recomendo com tranquilidade, verifiquem alguns lugares aonde comprar aqui no Vale:

  • MD - Av Dr Adhemar De Barros, 1070
  • Quitandinha - Av Dr Adhemar De Barros, 1478
  • Mercado Municipal na banca do Seu Ito - Rua 7 de Setembro X Sebastião Hummel - Centro 
  • Hortifruti Oriente - Av: Tokio, 583 - Jardim Oriente 

Abraços e bom apetite


quinta-feira, 26 de julho de 2012

Inverno combina com Sopa de Cebola (do CEAGESP)!!!



SOPA DE CEBOLA


Ingredientes para seis porções

• 5 cebolas grandes cortada em meia lua bem fininha 
• 2 talos de alho-poró picadinhos
• 2 colheres de sopa de farinha de trigo
• 200g de manteiga sem sal
• 2,5 litros de caldo leve de carne (não muito concentrado) ou frango já fervendo numa panela à parte
• Um amarrado de ervas (alho-poró, salsinha, tomilho, folhas de louro)
• Seis colheres de sopa de cebolinha picada
• Seis fatias de pão Rústico (italiano ou português)
• 200g de queijo gruyère ou ementhal ralado grosso
• QB Sal 
• QB de Pimenta-do-reino 

Modo de preparo

Derreta a manteiga em uma panela de fundo grosso, acrescente a cebola picada bem fininha e refogue longamente. Essa é a parte mais importante da receita para o prato ganhar cor e sabor.
Siga mexendo sempre até que a cebola ganhe um aspecto caramelizado --deve levar cerca de 15 a 20 minutos, dependendo da intensidade do fogo. No meio desse processo, acrescente o alho-poró.
Passado esse tempo, um caldinho caramelado deve ter se formado no fundo da panela.
Acrescente a farinha e mexa dissolvendo bem, depois adicione o caldo de carne e o amarrado de ervas. Tempere com pimenta-do-reino e deixar ferver por cerca de 20 minutos.
Retire o amarrado de ervas, adicione sal a gosto (cuidado, pois o queijo já é salgado!) e coloque a sopa em seis tigelas que possam ir ao forno.
Cubra com uma fatia de pão rústico (como italiano ou português), com algumas cebolas
da sopa e queijo gruyère ou emmenthal por cima.
Por fim, leve ao forno a 180o até gratinar. Na hora de servir, salpique com cebolinha
picada.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Dicas para Carne



Dicas para Carne
Seguem algumas dicas que achei interessantes para carne... 

Compra
  • Para maior garantia ao comprar carne moída, não compre a que já estiver no balcão. Mande moer a carne na hora.
  • Nunca compre carne em açougue que tenha luz vermelha, pois com essa luz você não poderá perceber se a carne é fresca ou não.
 Preparo:
  • Para tirar o cheiro e a cor escura de carnes, principalmente congeladas, é só deixar de molho no suco de limão antes de preparar.
Assadas:
  • Para que um assado fique dourado, pincele com molho de soja antes de levar ao forno.
  • Quando você fizer um assado, coloque junto no forno uma vasilha refratária cheia de água para evitar que a carne resseque.
  • Deixe a carne assada ou o rosbife descansando por quinze minutos sobre uma tábua, após o cozimento. Isso facilita o corte e diminui a perda de suco.
 Bolinhos e croquetes:
  • Quando você for fazer bolinhos de carnes e não tiver ovos, substitua por batata cozida amassada. Cada ovo deve ser substituído por uma batata.
Bifes:
  • Os bifes não ficarão duros nem formarão água se você não tempera-los com vinagre ou limão.
  • Para dar uma cor dourada aos bifes, coloque na hora da fritura uma colher de sobremesa de massa de tomate.
  • Os bifes douram mais rápido se você colocar uma pitada de açúcar no óleo de fritura.
  • O bife ficará mais macio se você juntar ao tempero um pouco de óleo. 
Milanesa:
  •  Ao preparar bifes à milanesa, tempere a carne, passe na farinha de trigo, depois em claras batidas e na farinha de rosca. A clara não deixa o óleo espumar.
  •  O bife à milanesa ficará mais gostoso se você misturar a farinha de rosca com um pouco de manjericão picado e alguns dentes de alho, picados e amassados.

Churrasco:
  • Antes de fazer churrasco, deixe a carne por algum tempo num molho com sal grosso, Coca-Cola e caldo de laranja e de limão. O churrasco ficará mais macio e gostoso.
  • Na hora de fazer churrasco, em vez de usar gravetos ou jornais,embeba um pãozinho em álcool, coloque o carvão por cima e acenda o fogo.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Bolinhos de Chuva

Receitinha simples e gostosa, pra fazer no frio que é mais gostoso :)

Bolinhos de Chuva 



Ingredientes: 
  • 2 colheres de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 xícara de chá de leite
  • Trigo para dar ponto
  • 1 colher de sopa de fermento
  • Açúcar e canela

Modo de Preparo:
Misture todos os ingredientes até ficar uma massa não muito mole, nem tão dura.
Deixe aquecer uma panela com bastante óleo para que os bolinhos possam boiar.
Quando estiver bem quente (teste jogando um fósforo no óleo; quando ele acender está bom),comece a colocar colheradas da massa e abaixe o fogo para que o bolinho não fique crú por dentro.
Coloque os bolinhos sobre papel absorvente e depois se preferir passe-os no açúcar com canela.


quarta-feira, 11 de julho de 2012

Wine dinner no Le Bistrô

Para quem não conhece o Le Bistrô em Taubaté, ele é um dos melhores (e durante muitos anos, o melhor) restaurantes em todo o Vale do Paraiba. Instalado em um antigo casarão em Quiririm, com serviço impecável, refeições saborosas, de técnica refinada, e especialidades francesas, é um caso raro em nossa tão querida região. Os preços mais altos que a média, são compensados pelo nível da comida que serve e as instalações, inclusive com heliponto...
Este mês no dia 19 servirá um Wine Dinner com Pinot Noir neozelandês, confiram aqui, e façam reserva.
Abraços e bom apetite



sexta-feira, 6 de julho de 2012

Provence - Casa de Chás, e muito mais....



Provence, casa de chás, recepção
Há algum tempo atrás, lamentando o fechamento do Maison Liban, um empório Árabe que tinha doces deliciosos na Av. Rio Branco, perto da ETEP em São José dos Campos, passei pelo endereço e vi que outra casa chamada PROVENCE, tinha sido montada no mesmo lugar. Achei interessante a fachada de bom gosto, e um dia fui tomar um café por lá...

A casa, aberta em dezembro de 2010 realmente é toda ambientada em estilo provençal, com dois ambientes principais, um deles interno, muitas flores e folhagens bem cuidadas, temperatura interna agradável (ar condionado no verão :)), musica bem selecionada (muito Vivaldi, e outros classicos, world music), longe da mistur pagode/funk/axe que os atendentes insistem em colocar para massacrar os clientes em tantos outros restaurantes da cidade. O resultado é um ambiente realmente relaxante, calmo, gostoso de visitar, desfrutar, e ao qual dá vontade de retornar.
 

Tudo isto é fruto do sonho da Arilene Paiva, que com muito planejamento e estudo criou, baseada em sua paixão, a primeira casa de chá do Vale do Paraíba, um espaço de convivência confortável e privado para, a sós ou em boa companhia, tomarmos um chá, ou mesmo um café acompanhado de comidas leves à tarde. O atendimento é carinhoso e a presença de Arilene assegura uma atenção especial quando necessário.
Provence, casa de chás


Os chás e infusões são a especialidade no Provence, que tem duas importadoras alemâs que trazem chás da Inglaterra, India e África; é só consultar o cardápio que mesmo sem ser um apreciador, fica-se com vontade de experimentar algumas combinações como pêra (que foi o que gostei mais), frutas vermelhas e até drinks feitos com chás.


Provence, casa de chás - Jardim
O Provence, trabalha pela manhã à la carte, com chás cafés e capuccinos, e lanches leves, como bolos, e salgados. O Croq Mousier, sanduiche típico francês com queijo Emental, é de longe o mais parecido com os que comi em Paris, aqui no Brasil, achei incrível. 

No almoço oferece também pratos de inspiraçao francesa e outros já clássicos como Coq au Vin à preços aceitáveis, ou pratos executivos à R$21,00 e opções de massas à R$14,90.

Às tardes o estabelecimento serve o chá da tarde, com serviço buffet de mais de 30 itens
entre bolos, tortas, salgados, doces, chás, sucos e outros, delicioso, por R$28,00.

Por fim, se você realmente não tem tempo, mas deseja esta nova experiência, tente o café colonial no fim de semana, das 9:00 à 12:30, também com buffet e muita variedade.
Recomendo conhecer!
Abraços


Provence Casa de Chás
Av Barão de Rio Branco 646 (após a ETEP quando vindo da Av. São João)
Esplanada
São José dos Campos - SP

Horário de funcionamento: Terça à Domingo 8:00 às 23:00
Aceita cheques, cartões e tickets.

Tel: 12-3911-3915
contato@provencecasadecha.com.br
www.provencecasadecha.com.br






quinta-feira, 28 de junho de 2012

Tamale de Refratário


Receita de Tamale, uma comida Mexicana preparada com uma massa base parecida com pamonha, que nossa querida amiga Arlete preparou este fim de semana.
Esta receita é de refratário, o que fica bem mais prático e rápido de preparar. Espero que gostem!

Tamale 
Ingredientes:
  • 1/2 kg de carne moída
  • 300 g de mussarela
  • 1 pimentão verde
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pires de azeitonas verde picadinha
  • 1 lata de milho verde
  • 1 cebola picadinha
  • 3 tomates s pele
  • 1 xícara de leite frio
  • 1 xícara de farinha de milho
  • 1 ovo
  • 2 colheres de oleo
  • 2 dentes de alho
  • QB Sal
  • QB Cheiro Verde


Modo de Preparo:
- Refogar a Carne com alho, cebola e sal
- Adicionar o restante dos ingredientes: tomate, pimentos, milho e azeitonas.
- Termine de refogar e abaixe o fogo.
- Em um recipiente à parte bata o ovo e misture com o leite e a farinha
- Adicione ao refogado, em fogo baixo, misture,
- Colocar em um refratário, adicionar fatias de ovo cozido por cima, cobrir com a mussarella e levar ao forno para derreter o queijo

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Empório Santa Gula

Empório Santa Gula - Buffet
Empório Santa Gula 

Uma dica legal de restaurante em São José dos Campos. Para que curte um lugar simples, comida caseira, mas com um toque diferente e com um preço justo vá ao Empório Santa Gula, no Urbanova. Nem lembro mais quem me deu a dica inicialmente, mas tenho frequentado o estabelecimento, montado pelo Roberto (Beto) Campos Pinto, praticamente desde a inauguração e não me decepcionei.

Empório Santa Gula - Fachada


O Beto já teve restaurante em São Paulo e mudou para São José há pouco tempo, e inaugurou o Empório e Rotisseria Santa Gula em Novembro de 2010; pouco tempo depois começou a perceber o potencial para servir refeições no local, e montou uma pequena estrutura com cozinha, mesa buffet e mesinhas no deck à entrada do estabelecimento, para atender seus clientes. O almoço é cobrado por kilo, e mesmo assim, acabou ficando charmoso, e deu muito certo.
Empório Santa Gula - Empório

O preço é justo, conseguimos almoçar por 20, 25 reais em média, e a comida é caprichada, caseira com ingredientes de qualidade e um toque diferente, como um frango cozido ao molho de cebola com milho que achei maravilhoso no fim de semana. Há outras oções e o cardápio varia bastante, mas sempre de forma balanceada entre carnes, carboidratos, legumes e saladas.

As massas da casa são de fabricação própria, vindas de São Paulo da rotisserie da família, e os pães são feitos no local. Há boas opções de vinhos, laticíinos, frutas secas, conservas e outras novidades. Recomendo com tranquilidade.


Abraços,e  bom proveito!

Empório Santa Guila


Prós: Comidas variadas, ambiente simples, preço justo
Cons: Poucas mesas.
Preços: aprox R$ 25,00 almoço.

Endereço:
Av. Shishima Hifumi, 1592 (Avenida da Univap)
Urbanova
São José dos Campos - SP

Horário de funcionamento: Serve almoço, mas é aberto em todo o horário comercial para venda de produtos, massas, pães, cervejas, vinhos, conservas e outros.

www.emporiosantagula.com.br
12-3049-2588

Aceita cartões,cheque e dinheiro





quinta-feira, 14 de junho de 2012

Receitas Sem Lactose - Blog

Algumas pessoas apresentam ao longo da vida intolerância à lactose, cujos sintomas podem ser de desconforto e gases, à intestino solto.
Isto acontece pela baixa disponibilidade de lactase, enzima que ajuda a digerir o leite.
Enquanto nos descendentes de Europeus a incidência desta intolerância é pequena, nos asiáticospode atingir 90%, passando pelos afro-descendentes, judeus e indios que ficam no meio termo. Fato é que a intolerância à lactose pode causar um profundo desconforto na vida das pessoas.
Eu achei um blog, Receitas Sem Lactose, da Monalisa Cavallaro, que posta receitas sem lactose, e que pode ser de grande valia para quem precisa balancear a dieta, evitando leite. Ele está bem organizado, com os nomes das receitas em uma lista "doce" e outra "salgada". Mesmo não sendo intolerante à lactose, fiquei com vontade de fazer um "pão de queijo" que parece ser delicioso. O Blog tem também dicas sobre o que comer em restaurantes mais conhecidos nas capitais, quando nesta condição. Vale conhecer!
Se você quiser saber mais informações à inteolerência a lactose, achei um bom artigo aqui.
Abraços


quinta-feira, 7 de junho de 2012

Batatas - Dicas e Truques

Para quem ainda põe a mão na massa pra fazer batatas em vez de comprá-las semi preparadas (e quase todas com gosto de plástico) ... seguem dicas interessantes:


Aproveitando cascas: Não jogue fora as cascas de batata. Frite em óleo quente, tempere
com sal. E sirva como aperitivo.


Preparo: Para as batatas não escurecerem depois de descascadas, coloque-as
numa vasilha com água fria.


Batatas Fritas:
- Corte as batatas em rodelas bem finas e deixe de molho em água
com vinagre durante quinze ou vinte minutos. Enxugue e frite com óleo
quente, sem sal. Elas ficarão bem sequinhas.
- Para fritar batatas mais rapidamente, enxugue-as num pano de prato.
Isto fará também com que elas não grudem.
- Corte as batatas em fatias grossas, coloque para fritar em óleo bem
quente e adicione um pouco de sal. As batatas ficarão coradas e
sequinhas.
- Para salgar as batatas fritas de maneira uniforme, coloque dentro de
um saco de papel com uma porção de sal. Depois, sacuda por alguns
segundos. Desse modo, você tempera e enxuga as batatas numa só
operação.
- Coloque as batatas já cortadas no congelador por meia hora antes de
fritar. Elas ficarão secas e macias.
- Se você colocar duas rodelas de cebola nas batatas fritas, pouco
antes de tirar do fogo, elas ficarão com um sabor especial.

Purê: 
- Para fazer um purê não é necessário descascar as batatas. Basta
espremer as batatas cozidas, com cascas e ainda quentes, num
espremedor comum. As batatas serão espremidas normalmente e as
cascas ficarão dentro do espremedor.
- Sabor: O purê de batata ficará mais saboroso se você acrescentar uma clara
batida em ponto de neve às batatas já cozidas e amassadas.
- Consistencia: Se você quiser que o purê de batata fique com uma boa
consistência, sem ficar mole, coloque um pouco de leite em pó.
- Leve e Cremoso: Acrescente ao purê de batata uma colher de chá de fermento em pó.
Bata bem com um garfo e leve ao forno por alguns minutos. O purê
crescerá, ficando leve e cremoso.

Cozidas:
- As batatas não se desmancharão se você colocar, na água de
fervura, azeite na seguinte proporção: para cada meio quilo, três
colheres de sopa de azeite e sal a gosto.
- Se você quiser que as batatas grandes cozinhem por igual, fure uma
por uma com um garfo, antes de colocar na panela e levar ao fogo.
Dessa maneira, as batatas ficarão perfeitas e não racharão.
- Para as batatas não escurecerem no cozimento, coloque na água
algumas gotas de limão ou de vinagre ou de leite ou ainda pedacinhos
de cebola.
- Para dar um sabor especial a qualquer prato com batatas cozidas,
coloque na água de cozimento alguns cravos-da-índia.



Assadas:
- Faça um pequeno corte na casca das batatas antes de assar. Assim,
elas não se quebrarão.
- As batatas assadas ficarão mais saborosas e suas cascas não
racharão se você passar um pouco de manteiga ou gordura de bacon
antes de assar.

Aproveitando sobras: 
Você pode obter um excelente adubo para as suas plantas batendo no
liquidificador uma porção de cascas de batatas.


quinta-feira, 24 de maio de 2012

Risoto de Bacalhau

Receitinha maravihosa, e fácil de fazer, que aprendemos esta semana.

Risotinho de Bacalhau

Ingredientes (esta quantidade é suficiente para fazer duas travessas de bom tamanho)

  • 500 gr Bacalhau
  • 500 gr Arroz
  • 2 caixinhas de Creme de Leite
  • 2 Cebolas
  • 2 dentes de Alho
  • QB Azeite
  • QB Sal
  • 200 de Muzzarella fatiada


Modo de Preparo

  • Deixe o bacalhau em água de um dia para o outro, trocando a água 3 vezes para dessalgar
  • Desfie o bacalhau, separe.
  • Doure a cebola, já picada miúda, no azeite, acrescentando em seguida o alho.
  • Em seguida acrescente o bacalhau e o refogue, e tempere com sal a gosto, separe.
  • Doure a outra cebola em outra panela, e em seguida acrescente o outro dente de alho em azeite, acrescente o arroz para esquentá-lo, tempere com sal, e acrescente água na panela (o dobro da quantidade de arroz). 
  • Cozinhe o arroz até até a água secar. 
  • Apague o fogo 
  • Acrescente o creme de leite no bacalhau, e misture com o arroz já pronto, 
  • Monte em uma travessa cobrindo com fatias de muzzarella e leve ao forno à 150.C, até o queijo gratinar.
Bom Proveito!

terça-feira, 22 de maio de 2012

Haruf Kebabs e Especialidades Árabes

Gente, notícia rápida...
Novo Árabe na cidade, com DNA do Al Badah, mas com cardápio um pouco mais sofisticado. Acabei de comer um kebab de cordeiro, e porçãozinha de kafta, deliciosos.
Entrem no site http://www.haruf.com.br/ pra ver o cardápio e visitem. No Shoping Esplanada, Av São João, perto do Vicentina Aranha.
Assim que voltar posto fotos e mais detalhes.
Abraços
'
Haruf, Kebabs e Especialidades Árabes
Av. São João, 612 - Shopping Esplanada, Lojas 11 e 12
São José dos Campos

tel: 3913-3025 / 3913-3074

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Farofa de Aveia

Receita de minha tia, boa para ajudar o controle do colesterol :)

1 cebola média picada
2 dentes de alho
1/2 pacote de 250g de aveia (ou seja 125 gr)
50 QB de uvas passas amarela sem caroço
QB Azeite
QB Sal

Refogar primeiro o alho, depois a cebola.
Quando a cebola começar a murchar acrescentar as passas; continue mexendo para misturar bem.
Acrescente a aveia, o sal, e mexa bem até dourar.

Você pode usar aveia em flocos ou triturada, que parece uma farofa mesmo. Eu pessoalmente prefiro em flocos, e depois de pronta levo ao forninho para que ela toste bem. Fica uma delícia.

Bom proveito!



segunda-feira, 14 de maio de 2012

Promoção de Pizza a preço bom!

Promoção - Fã de Pizza
Postagem rápida... Pizza em promoção na Fã de Pizza - 17,90, para retirar no balcão. são vários sabores como Muzzarella, Calabresa, Margherita, Napolitana, Escarola, Banana e outros.
A pizza tem massa média, e veio bem assada, em forno a lenha.
www.fadepizza.com.br
Av. Heitor Villa Lobos, 1564,
São José dos Campos

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Pizzaria Villa D'Aldeia

Bela Redonda de Abobrinha, Berinjela e Palmito
Confesso que hesitei muito em postar sobre a pizzaria Villa D'Aldeia. Afinal, logo que cheguei ao Vale do Paraíba, perguntei à várias pessoas, qual era a melhor pizzaria de São José dos Campos, e a resposta invariavelmente era: Villa D'Aldeia. Era uma unanimidade, à qual aderi, assim que experimentei sua pizza pela primeira vez. Por conta disto, por ser tão conhecida, posterguei tanto esta postagem, até que entendi que com o fluxo de novos moradores na cidade, ela poderia ser útil para apresentá-los à esta nossa velha amiga. 
No meu entender, as pizzarias podem ser divididas grosseiramente em dois tipos; pizzas massa fina ou grossa. E não adianta, se não quer errar, peça sempre a massa padrão da casa. Se a pizzaria faz massa fina, não peça massa grossa e vice-versa; é a garantia que você vai comer aquilo que ela se faz de melhor. Então, no caso da Villa D'Aldeia o padrão é massa fina, eu me acostumei com o seu sabor rico, bem recheado mas sem exagero, com ingredientes de primeira qualidade, e a atenção de todos na casa, mas sempre comendo a massa padrão, e garanto, nunca me arrependi.

A Pizzaria Villa D'Aldeia foi aberta em agosto de 1987 pelo Sr. Miguel Farias que foi presidente do Sindicomércio de São José dos Campos, tendo sido vendida ao Sr. Antonio dos Santos por volta de 1992. Inicialmente no endereço da Av. Nove de Julho, em uma casa com uma enorme figueira em sua fachada, ganhou predio próprio na  Av. São João, de estilo inconfundível, inaugurado em 2002. Por segurança, ambos os endereços ainda funcionaram simultaneamente por dois anos, até que o local original fosse fechado e o novo endereço seguisse sozinho. 

Cid, o gerente há muitos anos conta que o antigo dono foi o criador do cardápio, que é relacionado ao nome primitivo de São José dos Campos, assim como o nome da pizzaria, remetendo ao Brasil colônia, e seu o vocabulário da época. Assim temos a pizza das Tordesilhas (Rúcula, tomate seco e muzzarella), do Alcaide (Portuguesa sem ovos), da Senzala (Peito de peru com catupiry) com nomes curiosos. e pitorescos. 

Equipe Competente
O segredo da casa? Simples: ingredientes de qualidade, mantendo os fornecedores ao longo dos anos, e pouca rotação da equipe, para garantir o padrão, desde o forno até o atendimento nas mesas. O Pedrinho, um dos pizzaiolos,  é testemunha disto, pois foi contratado 6 meses depois da casa abrir, há 25 anos, e nunca mais saiu. Muita coisa mudou desde então, o cardápio cresceu para 62 tipos de pizzas, o ambiente se tornou mais elegante, mas o atendimento agradável, sem exageros, e a pizza, de massa fina (não excessivamente fina como algumas hostias servidas em São Paulo, por exemplo), recheio farto e servida no ponto certo, continuam os mesmos. Vá sem medo, é certeza de bons momentos e boa comida. 



Prós: Pizzas saborosas, bom atendimento. 

Contras: Preço (não é a mais cara de São José mas mesmo assim...), não tem filiais.


Preços: 
Muzzarella 38,00
Rúcula 58,80
Portuguesa (Alcaide com Ovos) 49,90



Endereço: Av São João 282, 
Jardim Esplanada
São José dos Campos - SP


Horario de funcionamento:
das 18:00 às 24:00 de domingo à quinta
das 18:00 à 01:00 sextas e sábados

Entrega a domicílio? Sim
Tel: 39221838 ou 3943-3270

Formas de pagamento: cartões

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Os Segredos do Arroz...

Ah o arroz, este amor do brasileiro... quem consegue almoçar sem arroz? Pensando nisto resolvi colocar aqui  respostas a perguntas sobre o preparo deste alimento, para os marinheiros de primeira viagem e outros nem tanto...
Um abraço e boa pilotagem em seus fogões!


ARROZ:
QUER ECONOMIZAR PARA FAZER O ARROZ? Lave o arroz e refogue. Coloque água fervente e deixe ferver por cinco minutos. Desligue o fogo, enrole a panela com folhas de jornal e em
seguida amarre com uma toalha. Deixe a panela assim durante quinze minutos. Ao abrir, o arroz estará cozido e quente.
ESQUECEU O SAL NO ARROZ? Se você esquecer de colocar sal no arroz e ele já estiver cozido,
misture a quantidade de sal para aquela porção em um copo de água e jogue por cima do arroz. Leve a panela de volta ao fogo até secar.
SERÁ QUE A ÁGUA DO ARROZ JÁ SECOU? Para saber se a água do arroz que está cozinhando já secou, basta apagar o fogo, molhar o dedo e bater no lado de fora da panela, como se
faz com o ferro de passar roupa. Se a panela estalar, significa que a
água já secou - se não estalar, o arroz ainda tem água.
SERÁ QUE POSSO FAZER O ARROZ DA SEMANA DE UMA VEZ? Você pode preparar uma porção de arroz para vários dias, refogando-o com bastante óleo, alho amassado e sal, até soltar da panela. Depois, guarde o arroz na geladeira num recipiente de plástico ou de vidro tampado. Retire da geladeira só a quantidade que você vai usar e cozinhe normalmente.
COMO FAÇO PARA O ARROZ NÃO GRUDAR? Depois que o arroz estiver pronto, faça um furo com um garfo e coloque dentro uma colher de sopa de vinagre. Abaixe o fogo e deixe cozinhar por mais dois minutos. O arroz ficará mais soltinho.
COMO CONSIGO REAPROVEITAR O ARROZ? Coloque o arroz amanhecido numa panela com um pouco de água, mexa, tampe e leve ao fogo baixo. Depois de alguns minutos ele ficará soltinho e saboroso como o arroz feito no dia.
E SE O ARROZ QUEIMAR? Se o arroz queimar, coloque imediatamente a panela ainda quente e
com vapor dentro de um recipiente com água fria. Após alguns minutos o cheiro de queimado desaparecerá. Tire o arroz da panela sem raspar o fundo que queimou. Outra técnica é colocar uma cebola cortada ao meio no meio do arroz e tampar. O cheiro sairá.
COMO FAZER O ARROZ RÁPIDO? Para um rápido cozimento, faça o arroz na panela de pressão.
Quando a panela começar a chiar, deixe no fogo por dois minutos. Espere esfriar um pouco para abrir.
PUS MUITO OLEO PARA REFOGAR O ARROZ, E AGORA? Se você pôs muito óleo para refogar o arroz, coloque a água para cozinhar junto com algumas folhas de alface por cima. As folhas de
alface absorverão o excesso de óleo.
QUERO ESQUENTAR O ARROZ MAS ESTOU SEM MICROONDAS... COMO FAÇO? Para esquentar o arroz já cozido, basta colocá-lo num escorredor de macarrão e levar ao fogo dentro de uma panela com três ou quatro dedos de água. Deixe a água da panela ferver durante alguns minutos
para que o arroz fique quente e soltinho.
E PARA DESGRUDAR O ARROZ DO FUNDA DA PANELA? Para desgrudar restos de arroz do fundo da panela, coloque um pouco de água e vinagre e deixe ferver. O arroz sairá facilmente.
COMO TIRAR O EXCESSO DE UMIDADE DO ARROZ CRU? Para tirar o excesso de umidade do arroz guardado em lata, é só colocar uma fatia de pão seco dentro. O pão deixa o arroz seco e
soltinho.
Por último.... cozinhe o arroz sempre com a panela tampada. Assim ele não perde
nem o sabor nem a consistência.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

O Bacalhau da Betinha e da Carolzinha

Esta receita nós chamamos de bacalhau da Beth porque esta é nossa amiga querida que, sempre que pode, nos convida pra um bacalhauzinho básico na casa dela... um bacalhau de forno com batatas, como um bacalhau à portuguesa, que minha mulher ama, por causa da amiga Beth e por causa das batatas!
A receita é tão simples que se faz à olho. Uma quantidade de bacalhau, e dependendo do bolso, mais ou menos batata, e os demais ingredientes; para o bolso curto, mais ingredientes como batata, tomate e cebola,, se o bolso estiver mais gordo, mais bacalhau... fica portanto à seu critério :) 
Fácil de fazer e gostoso de comer... que tal experimentar fazer em casa?


Bacalhau da Beth

Ingredientes: 


mesma receita, outro lay out
QB Bacalhau 
QB Batata
QB Tomate
QB Cebola
QB Pimentão
QB Azeitonas (pessoalmente prefiro as pretas para este prato)
QB Ovos Cozidos
QB Cheiro Verde

Modo de Preparo: 
mesma receita, outro lay out

  • Colocar o bacalhau de molho na água, de um dia para o outro
  • Trocar a água duas vezes no mínimo, separando a água para o dia seguinte.  
  • No momento do preparo do prato, cozinhar as batatas na água do bacalhau,
  • Montar em uma forma rasa camadas na seguinte ordem, batata, bacalhau, tomate, e então cebola, pimentão, azeitonas, cheiro verde e muito azeite.
  • Dependendo da forma dá uma ou duas camadas apenas. 



sábado, 21 de abril de 2012

Recomendo: Casa tradicional de sushi na zona norte de São Paulo: Sushi Mart
Atendem sem miséria no rodízio com sashimi de atum, agulhão, tilápia, salmão, shimeji na chapa, guioza saboroso, umcarpaccio de salmão bem diferente, saboroso, hot rolls variados, tempurá, yakissoba e outros.
Atendimento bom, ambiente idem.

Sushi Mart
R Dr. César 732.(próximo ao Campo de Marte, ao lado da Bras Leme)
Rodízio pra 4 com bebidas em torno de R$240,00.
Tem Valete à porta. Quando retornar à casa posto mais informações.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Vieiras e Trufas

Estou sempre procurando receitas na internet. Acho que no fundo se tornou um pouco de compulsão por achar comidas originais e diferentes, que saiam da mesmice parmegiana-batata palha-queijo em tudo-orégano em tudo.... e por aí vai. Este foi um dos motivos pelos quais criei o meu próprio blog, que fala de receitas diferentes, receitas de família, e lugares pra se comer na nossa região, fazer alguma coisa mais consistente e manos "pasteurizada".
Assim, eu tenho uma pequena lista de sites que acho que valem a pena, uns por terem uma quantidade de receitas de qualidade e originais, como o da Rita Lobo, outros por serem uma espécie de enciclopédia, bom ter à mão, como o da Nestlé, e outros que saem do lugar comun e não são escritos por eminências jornalisticas, e sim por gente como a gente.
Infelizmente é muito difícil achar um site realmente bacana que poste coisas diferentes. Assim sempre que acho algum que realmente tem diferenciais, eu posto aqui para que vocês conheçam.
Eu sigo um blog há algum tempo chamado Vieiras e Trufas, e hoje resolvi escrever para a autora pois gostei muito das últimas receitas. É um blog simples, sem frescuras, leve e gostoso de ler, com receitas muito bacanas como sufle de espinafre com cottage, pão de linguiça, purê de batata com cebola caramelada, e outros com nomes exóticos que só de ler já dá vontade de saber como é a receita... como bolo indiano e salada mexicana, e fala também das experiências e viagens da autora.
Este blog foi criado pela Nádia Lamas do Rio, em 2008, quando ela estava fazendo gastronomia; vale a penas visitar. Entrem lá quando possível e aproveitem,
Abraços
Farina

Vieiras e Trufas

quarta-feira, 18 de abril de 2012

EWO Sushi em novo endereço.

O Ewo Sushi (veja crítica aqui)está em novo endereço, na Adhemar de Barros 1507.
Quem for lá deixe seu depoimento aqui para sabermos se a qualidade foi mantida.....
Abraços

sexta-feira, 13 de abril de 2012

A Varanda São José dos Campos - Pizzaria e Esfihas

Outro dia, enquanto dirigia, conversava com minha esposa sobre experimentar uma pizza de um lugar novo, diferente, mas barata! Enquanto conversávamos, dirigindo na Adhemar de Barros, vimos à esquerda, pouco antes da praça Santos Dumont, uma Pizzaria/Esfiharia chamada A Varanda, com a cara boa, arrumadinha, e resolvemos parar pra investigar. Atrás do balcão Edenilson Mello dividindo o espaço com centenas de caixas estilosas, pretas, com a marca Varanda, nos contou que A Varanda é originalmente de Bertioga, e o conceito foi trazido com a montagem da filial em São José dos Campos, por ele e sua esposa Cristiane. O que me impressionou é que o cardápio é enorme, com muitas opções; há esfihas como de palmito com catupiry original (R$3,80), abobrinha com muzzarella (R$2,80), queijo (R$2,00) e quatro queijos (R$3,00), muzzarella com tomate seco e rúcula (R$3,80), muitos sabores diferentes e invariavelmente deliciosas. 
Há também pizzas, que também já pedimos várias vezes e não nos decepcionou; muzzarella de qualidade, portuguesa e calabresa, quatro-queijos e outras. Havia muito tempo que não comia uma pizza de catupiry (R$17,00) tão gostosa!   As pizzas tem a massa ligeiramente parecidas com as de esfihas, um pouco mais macias, mas mesmo assim com recheio farto e saboroso, com ingredientes frescos e de qualidade boa, são uma boa opção. A entrega funciona bem, e mesmo quando a muzzarella da pizza "derramou" foi trocada sem questionamentos e fomos atendidos com atenção e simpatia. A Varanda atende preferencialmente a domicílio, muito embora tenha umas poucas mesinhas altas na entrada, ao ar livre, como se estivesse na praia.
Durante a semana consulte promoções, que podem servir para experimentarem esta nova opção de pizzaria / esfiharia em São José dos Campos. 


A Varanda Pizzaria Esfiharia
Prós: Ingredientes saborosos, tanto pizza como esfiha. Atendimento atencioso, grande variedade
Contra: Massa da pizza pode melhorar, ficando mais crocante.



Endereço
Av Adhemar de Barros, 683
Vila Adyana
São José dos Campos - SP

Telefone: 3206-5932 / 3206-5933 / 9792-5931


Horario de funcionamento
12:00 as 00:00 (seg a sex), sábado, domingo e feriados das 18:00 as 00:00


    Preços
    Pizza de muzzarella à R$17,00 Promoção de alguns sabores de terça à quinta  à R$11,90 
    Esfihas a partir de R$0,99 (calabresa) até as mais caras, como shitake com catupiry, à R$3,80, e de camarão com muzzarella, à R$4,30




    EMAIL: varandasjc@gmail.com 


    InternetPágina no Facebook 
    Entrega a domicílio? Sim 
    Formas de pagamento: cartão e outros, não aceitam cheques 

    quinta-feira, 5 de abril de 2012

    Bolo de Cenoura - Carrot Cake da Tata

    Segue uma das receitas de bolo de cenoura mais gostosas que já experimentei, de nossa amiga Tata Pinho, pra comer com a sensação de que não existe nada mais saudável ;)
    Sério. Tomem cuidado pra não engordar por overdose deste bolo...
    Abraços e bom proveito!




    Carrot Cake da Tata - Bolo de Cenoura da Tata

    Ingredientes: 
    Para o Bolo
    2 cenouras grandes lavadas sem casca
    4 ovos inteiros
    1 copo de óleo
    2 copos de farinha de trigo
    1 ½ copo de açucar

    1 colher de sopa cheia de fermento Royal

    Para a cobertura
    1 lata de leite condensado
    2 colheres de sopa de manteiga
    3 colheres cheias de chocolate (Toddy, ou Nescau)
    1 lata de creme de leite

    Modo de Preparo: 
    Bolo:
    Bater em um lioquidificador os ovos, cenoura e óleo. Misturar os demais ingredientes à mão . Leva ao forno à 180 C e assar por aprox 30 minutos.
    Ver se está bom com um garfo (se grudar não está bom ainda).

    Cobertura:
    Colocar tudo na panela e misturar em fogo brando.

    segunda-feira, 2 de abril de 2012

    5 Festival Gastronômico de São José dos Campos

    Está sendo realizado o 5 Festival Gastronômico de São José dos Campos, cujos restaurantes participantes oferecerão descontos e pratos especiais durante o mês de Abril. Ao final, para quem consumir pratos nos restuarantes e preencher os cupons, concorrerão a diversos  prêmios.
    Além disto haverá simultâneamente o festival de receitas, do qual qualquer mortal consumidor como nós, poderá participar....
    Veja o regulamento dos dois festivais aqui: http://www.festivalgastronomicosjc.com.br/
    E não é que o Ewo Sushi que eu pensei que tinha fechado, está agora na Adhemar de Barros? Veja a lista de restaurantes; tinha alguns que eu nem conhecia!
    Abraços e bom apetite!

    quinta-feira, 29 de março de 2012

    Trufas

    Li uma reportagem gigantesca da Scientific American sobre trufas, aprendi que para nós leigos é como se fossem cogumelos subterrâneos. Para quem quer entender melhor como elas são.... acesso aqui
    Fiquei até com vontade de experimentar!
    abraços

    terça-feira, 27 de março de 2012

    Comida árabe, Arroz Libanes

    Minha esposa é 1/2 libanesa, povo com o qual nunca tinha tido muito contato até que começamos a namorar, e por quem aprendi a me apaixonar (ela e seu povo).
    São briguentos como os italianos, dos quais descendo, mas além disto, exuberantes no receber, amorosos, bons de negócios, intensos em tudo o que fazem, e como não poderia deixar de ser os libaneses tem uma culinária riquíssima, e simplesmente maravilhosa de se conhecer. Kafta, Fatuch, Babaganuche, Sfihas, Abobrinhas Recheadas, cozidos, assados, doces; conhecer e privar da intimidade de um libanês é antes de tudo ter que enfrentar o doce martírio de comer maravilhosamente.
    Um dos pratos que mais amo e comi pela primeira vez há uns 10 anos é o que se chama de arroz libanês, uma arroz feito com carne moída, frango, manteiga, Pinole (para os libaneses Snoubar), e temperos cuja receita indico abaixo no site de Rita Lobo, O Panelinha, por uma questão conjugal: Minha mulher (e sua mãe e tias) proibiu sob pena de tortura que eu publicasse as receitas da família dela, o que eu sabiamente acatei; afinal receita de família é coisa séria. A receita é semelhante, e a Rita Lobo, muito competente, pode fazer tranquilo.
    A receita de Arroz Libanês só dá um pouco de trabalho no preparo, mas é relativamente fácil da fazer, e pode ser servido como prato único, que não precisa de acompanhamentos.
    Assim como o arroz libanês da família de minha esposa, este também é perfumado por da terrinha como pimenta síria, e tem  um sabor levemente defumado; coma uma vez e apaixone-se para sempre.  Sartain!

    Arroz Libanês da Rita Lobo

    terça-feira, 20 de março de 2012

    Técnicas de Manuseio de Ovos

    Para quem gosta de omeletes e ovos mexidos, e quer saber mais sobre como manuseá-los



    1. Para a fritada ficar mais macia, junte aos ingredientes uma colher de sopa de leite para cada ovo.


    2. Ao fazer omeletes, suflês e fritadas, adicione uma pitada de fermento em pó aos ovos batidos. Assim, eles renderão mais.


    3. Para as omeletes não grudarem, esfregue sal no fundo da frigideira.


    4. Para evitar que os ovos fritos grudem, aqueça bem a frigideira antes de colocar manteiga ou óleo. Se a frigideira for nova, ferva nela um pouco de vinagre antes de usar.


    5. Adicione algumas gotas de limão e uma pitada de sal ou de açúcar às claras batidas em neve para que fiquem mais firmes.


    6. Para que as claras batidas em neve fiquem firmes, coloque uma pitada de bicarbonato de sódio nas claras antes de bater.


    7. Para tirar o cheiro de ovo de um prato, esfregue um pouco de café.


    8. Quebre os ovos numa caneca ou em outro recipiente à parte. Assim, se eles não estiverem bons, não estragarão os outros ingredientes.

    terça-feira, 13 de março de 2012

    Creme de Aspargos

    Sempre que visito minha tia Lohir em São Paulo ela tem uma comida especial para servir. Tudo feito de forma prática, leve e saborosa. Não é aquela comida de mãe, pesada, em quantidades industriais, e sim o tipo de prato que se espera comer em um bistrô, feito com elegância e leveza. Esta receita de sopa de aspargos, é deste tipo. 
    Eu amo aspargos, frescos ou em conserva (brancos, pois são cultivados no escuro), pois além de saborosos e de textura bem diferente, fazem muito bem à saúde; são pouco calóricos, e contém vitaminas do complexo B (ácido fólico), Betacaroteno (pró-vitamina A) além dos minerais Cálcio, Ferro e Fósforo. Também é uma excelente fonte de glutationa, um antioxidante com forte atividade cancerígena. 
    Esta sopa ou creme de aspagros, é uma mistura da receita de minha tia, feita com yogurte, que considero mais leve, com a receita do site Panelinha da Rita Lobo, que usa creme de leite fresco, que é um pouco mais difícil de achar e acertar o ponto.
    Recomendo que tentem as duas e me contem qual preferiram. Bom apetit! 

    Creme de Aspargos
    Ingredientes 1 pessoa
    6 aspargos frescos

    1/4 de cebola
    1 dente de alho
    1 colher (sopa) de manteiga
    1 copo de yogurte ou 1/2 xícara (chá) de creme de leite fresco
    2 xícaras (chá) de água
    QB Azeite de Oliva 
    QB sal
    QB Pimenta-do-reino


    Modo de Preparo


    • Com uma faca, corte as partes mais duras e brancas dos talos dos aspargos e despreze. Corte as pontas de dois aspargos e reserve para enfeitar a sopa. O restante dos talos fatie em rodelas médias.
    • Numa tábua, descasque e pique o alho e a cebola. (Não deixe que os cubinhos de alho se misturem com os de cebola, pois eles serão refogados separadamente, para que o alho não queime e amargue).
    • Leve uma panela pequena ao fogo para aquecer. 
    • Junte a manteiga e, quando derreter, coloque a cebola picada e refogue, mexendo com uma colher. Quando ficar transparente, adicione o alho picado e mexa bem por 1 minuto.
    • Acrescente as rodelas de aspargos e deixe cozinhar por 3 minutos, mexendo de vez em quando.
    • Junte a água, tempere com sal e pimenta-do-reino e deixe cozinhar por 8 minutos em fogo médio.
    • Junte o yogurte (ou creme de leite fresco) à sopa, misture bem e deixe cozinhar por mais 1 minuto. 
    • Verifique o sabor; se precisar, corrija com sal e pimenta-do-reino. Um fio de azeite também vai bem. Transfira para um prato de sopa ou tigela e decore com as pontas de aspargos reservadas.